• Revisitando a história através do cinema

    Entre os mais de 250 filmes em exibição no Festival do Rio, dois se destacam ao relacionar presente e passado de países cujas histórias são atravessadas por eventos trágicos

  • O protagonismo da comunidade LGBTQ

    Os seis longas-metragens concorrentes ao Prêmio Félix indicam que a temática LGBTQ está, cada vez mais, inserida na produção cinematográfica brasileira

  • O que pode o cinema?

    Três filmes, três mulheres, e a salvação em jogo. Um arquipélago de cineastas que contempla aproximações contemporâneas à figura feminina e ao seu potencial papel redentor.

  • Talentos Reunidos

    Florian Weghorn, responsável pelo programa Berlinale Talents, está no Rio para acompanhar o segundo Talent Press

  • Um filme com uma ideia de futuro

    Yonlu, feito dez anos após o suicídio de um jovem gaúcho e sete anos após Os Famosos e os Duendes da Morte, ainda observa o mundo virtual a partir de simplificações.



Selecione ao menos um dos filtros abaixo