• A fábrica de nada
  • A fábrica de nada
  • A fábrica de nada
  • A fábrica de nada
  • A fábrica de nada

​Uma noite, um grupo de operários descobre que a administração vem roubando máquinas e matéria-prima de sua própria fábrica. Ao decidirem se organizar para proteger os equipamentos e impedir o deslocamento da produção, os operários são forçados a permanecer nos seus postos sem nada para fazer, enquanto as negociações para demissões avançam. Uma reflexão sobre o papel do trabalho humano em tempos em que a crise se tornou uma forma de governo. Prêmio FIPRESCI na Quinzena dos Realizadores, Cannes 2017.​

Pedro Pinho

Pedro Pinho

Estudou na Escola de Cinema e Teatro de Lisboa e na ENS - Louis Lumière, em Paris. Em 2009, fundou ao lado de cinco colegas cineastas a empresa Terratreme, que tem desempenhado um papel central no panorama de cinema português. É diretor dos filmes Bab Sebta (melhor documentário português no DocLisboa 2008), Um fim do mundo (Berlim 2013) e As cidades e as trocas (FID Marseille 2014). Este é seu primeiro longa de ficção.