• Marie Heurtin
  • Marie Heurtin
  • Marie Heurtin

Marie Heurtin nasceu cega e surda e, por suas limitações, vive em um mundo próprio, sem se comunicar com as pessoas ao seu redor. Incapaz de lidar com o comportamento violento da filha, o pai de Marie a interna no famoso Instituto Larnay. É lá que a menina conhece a irmã Marie Marguerite, uma jovem freira que a adota como uma filha. Armada de sua fé, a irmã Marguerite vai trabalhar incansavelmente para tirar Marie de seu solitário e silencioso universo próprio. Baseado em uma história real. Do mesmo diretor de Românticos anônimos. Festival de Locarno 2014.

Jean-Pierre Améris

Jean-Pierre Améris

Nasceu em 1961, na França. Graduou-se no Institut des Hautes Études Cinematographiques, em Paris. Com seu segundo filme, Les aveux de l’innocent, ganhou o prêmio da juventurde do Festival de Cannes, em 1996. Dirigiu ainda Más companhias (1999) e C’est la vie (2001), vencedor do prêmio de melhor diretor no Festival de San Sebastián. Em 2010, dirigiu Românticos anônimos, exibido no Festival do Rio.

 

 




SESC GOVERNO FEDERAL MINISTÉRIO DA CULTURA ANCINE FSA BRDE CIMA CANAL BRASIL CANAL CURTA ADORO CINEMA IEH TELECINE GLOBO FILMES FIRJAN CAIXA SEGURADORA PETROBRAS LEI DE INCENTIVO A CULTURA