• Alguma coisa assim
  • Alguma coisa assim
  • Alguma coisa assim
  • Alguma coisa assim
  • Alguma coisa assim

​Caio e Mari são dois jovens vivendo uma relação que vai além de qualquer definição. Ao longo de dez anos, a trama transita entre três momentos marcantes onde seus desejos entram em conflito e sua relação é posta à prova. O longa, desenvolvido a partir do curta homônimo de 2006, propõe uma reflexão sobre sexualidade, rótulos e como o tempo constrói e transforma os relacionamentos.​

Esmir Filho, Mariana Bastos
Esmir Filho, Mariana Bastos
Esmir Filho, Mariana Bastos

Esmir Filho, Mariana Bastos

Esmir Filho é formado em cinema pela FAAP. Dirigiu os curtas-metragens Alguma coisa assim (2006), exibido na Semana da Crítica de Cannes, e Saliva (2007). Seu primeiro longa, Os famosos e os duendes da morte (2009), ganhou o prêmio de melhor filme no Festival do Rio. Mariana Bastos é formada pela FAAP e trabalhou para televisão e publicidade. Dirigiu o curta Perto de qualquer lugar (2007). Juntos, são coautores de Tapa na pantera (2006).




SESC GOVERNO FEDERAL MINISTÉRIO DA CULTURA ANCINE FSA BRDE CIMA CANAL BRASIL CANAL CURTA ADORO CINEMA IEH TELECINE GLOBO FILMES FIRJAN CAIXA SEGURADORA PETROBRAS LEI DE INCENTIVO A CULTURA