• Amori che non sanno stare al mondo
  • Amori che non sanno stare al mondo

​Claudia e Flavio viveram uma paixão arrebatadora por um longo tempo. Quando tudo terminou, Claudia não reagiu bem e, mesmo com o passar dos anos, ainda sente seu mundo à deriva. Aos 50 anos, ela acha que a solução para seus problemas é reconquistar o ex-marido. Flavio sente a necessidade de seguir em frente, firme com os pés no chão, enquanto Claudia preferiria nunca esquecer. Uma comédia sentimental sobre o quão inadequadas e incongruentes são as histórias de amor nos dias de hoje, e sobre como mulheres encaram o fim e um novo começo. Exibido no Festival de Locarno 2017.​

Francesca Comencini

Francesca Comencini

Nasceu na Itália. É escritora, diretora e roteirista. Estreou na direção com Pianoforte (1984), vencedor do prêmio De Sica no Festival de Veneza. Seguiram-se Le parole di mio padre (Cannes 2001), Mi piace lavorare (Mobbing) (prêmio do júri ecumênico da mostra Panorama em Berlim 2004 e Prêmio Especial do Júri no Festival de Mar del Plata), A casa nostra (2006), Lo spazio bianco (premiado em Veneza 2009) e Un giorno speciale (Veneza 2012).