• Amori che non sanno stare al mondo
  • Amori che non sanno stare al mondo

​Claudia e Flavio viveram uma paixão arrebatadora por um longo tempo. Quando tudo terminou, Claudia não reagiu bem e, mesmo com o passar dos anos, ainda sente seu mundo à deriva. Aos 50 anos, ela acha que a solução para seus problemas é reconquistar o ex-marido. Flavio sente a necessidade de seguir em frente, firme com os pés no chão, enquanto Claudia preferiria nunca esquecer. Uma comédia sentimental sobre o quão inadequadas e incongruentes são as histórias de amor nos dias de hoje, e sobre como mulheres encaram o fim e um novo começo. Exibido no Festival de Locarno 2017.​

Francesca Comencini

Francesca Comencini

Nasceu na Itália. É escritora, diretora e roteirista. Estreou na direção com Pianoforte (1984), vencedor do prêmio De Sica no Festival de Veneza. Seguiram-se Le parole di mio padre (Cannes 2001), Mi piace lavorare (Mobbing) (prêmio do júri ecumênico da mostra Panorama em Berlim 2004 e Prêmio Especial do Júri no Festival de Mar del Plata), A casa nostra (2006), Lo spazio bianco (premiado em Veneza 2009) e Un giorno speciale (Veneza 2012).

 

 




SESC GOVERNO FEDERAL MINISTÉRIO DA CULTURA ANCINE FSA BRDE CIMA CANAL BRASIL CANAL CURTA ADORO CINEMA IEH TELECINE GLOBO FILMES FIRJAN CAIXA SEGURADORA PETROBRAS LEI DE INCENTIVO A CULTURA