• Gospod postoi, imeto i' e Petrunija
  • Gospod postoi, imeto i' e Petrunija
  • Gospod postoi, imeto i' e Petrunija
  • Gospod postoi, imeto i' e Petrunija
  • Gospod postoi, imeto i' e Petrunija

​Um ritual acontece todo mês de janeiro em Stip, uma pequena cidade da Macedônia: o padre local joga uma cruz de madeira no rio e centenas de homens mergulham atrás dela. Boa sorte e prosperidade são garantidas ao homem que a recuperar. Desta vez, Petrunya mergulha na água por um capricho e consegue alcançar a cruz antes dos outros. Seus concorrentes ficam furiosos - como ousa uma mulher participar de seu ritual? A confusão está armada, mas Petrunya se mantém firme. Ela conquistou sua cruz e não vai abrir mão dela. Prêmio do Júri Ecumênico no Festival de Berlim 2019.​

Teona Strugar Mitevska

Teona Strugar Mitevska

​Nasceu em 1974 na Macedônia. Começou como atriz mirim e mais tarde estudou cinema na Tisch School of Arts da Universidade de Nova York. Seu primeiro curta, Veta (2001), ganhou o prêmio especial do júri em Berlim. Seu primeiro longa, How I Killed a Saint (2004), estreou em Roterdã. Seguiram-se I Am From Titov Velos (2007), The Woman Who Brushed Off Her Tears (2012) e When The Day Had No Name (2017), todos exibidos em Berlim.​