• Heli
  • Heli
  • Heli
  • Heli
  • Heli
  • Heli

Estela tem 12 anos. Ela vive em uma pequena cidade mexicana e está perdidamente apaixonada por um jovem cadete da polícia. Ele quer fugir com ela e se casar. Para realizar o seu sonho, ele desvia alguns pacotes de droga. Agora, a família de Estela terá que enfrentar a violência que devasta a região. O filme causou alvoroço no Festival de Cannes 2013 por suas cenas de violência realista, dando continuidade ao cinema do diretor Amat Escalante (de Sangre e Os bastardos) em seu retrato da sociedade mexicana contemporânea. Prêmio de melhor diretor no Festival de Cannes 2013.

Amat Escalante

Amat Escalante

Nasceu em Guanajuato, México, em 1979. Autodidata, dirigiu três curtas-metragens, entre eles Amarrados (2002). Estreou em longas com Sangre (2005), exibido na mostra Um Certo Olhar do Festival de Cannes, no qual ganhou o prêmio FIPRESCI. Seu filme seguinte, Os bastardos (2008), foi exibido na mesma mostra do festival. Com Heli (2013), estreou na competição de Cannes e saiu-se vencedor do prêmio de melhor diretor.

 

 




SESC GOVERNO FEDERAL MINISTÉRIO DA CULTURA ANCINE FSA BRDE CIMA CANAL BRASIL CANAL CURTA ADORO CINEMA IEH TELECINE GLOBO FILMES FIRJAN CAIXA SEGURADORA PETROBRAS LEI DE INCENTIVO A CULTURA