• Keul-le-eo-ui ka-me-la
  • Keul-le-eo-ui ka-me-la
  • Keul-le-eo-ui ka-me-la
  • Keul-le-eo-ui ka-me-la
  • Keul-le-eo-ui ka-me-la

​Durante uma viagem de negócios ao Festival de Cannes, Manhee é demitida, enquanto a professora Claire caminha pela cidade tirando fotos com sua câmera Polaroid. As duas se conhecem e logo ficam amigas. Claire consegue tanto desvendar o passado quanto prever um possível futuro para Manhee, com a ajuda de um misterioso túnel na praia. Através de seu hábito de tirar fotos, Claire também adquiriu a habilidade de olhar lentamente para as coisas, e até de transformar objetos. Agora, Claire vai com Manhee ao café onde ela foi demitida. De Hong Sang-soo, com Isabelle Hupert. Cannes 2017.​

Hong Sang-soo

Hong Sang-soo

Nasceu em ​1961, Seul, Coreia do Sul. Dirigiu filmes como A mulher é o futuro do homem (Cannes 2004), Noite e dia (Berlim 2008), Ha ha ha (melhor filme na mostra Um Certo Olhar, Cannes 2010), O dia em que ele chegar (Cannes 2011), A visitante francesa (Cannes 2012), Nossa Sunhi (melhor diretor em Locarno 2013), Montanha da liberdade (Veneza 2014), Certo agora, errado antes (melhor filme e ator em Locarno 2015) e The Day After (Cannes 2017).

 

 




SESC GOVERNO FEDERAL MINISTÉRIO DA CULTURA ANCINE FSA BRDE CIMA CANAL BRASIL CANAL CURTA ADORO CINEMA IEH TELECINE GLOBO FILMES FIRJAN CAIXA SEGURADORA PETROBRAS LEI DE INCENTIVO A CULTURA