• Le vénérable W.
  • Le vénérable W.
  • Le vénérable W.
  • Le vénérable W.
  • Le vénérable W.

​Venerável Wirathu é um monge respeitado e altamente influente em Myanmar. Diferente do que se espera de uma liderança da filosofia budista - uma religião baseada em um modo de vida pacífico, tolerante e não violento - Wirathu vive imerso nas águas mais profundas do racismo cotidiano e é líder do partido racialista Ma Ba Tha. Um retrato pertubador dos paradoxos de um país onde o discurso de ódio e a islãfobia se desdobram em violência e destruição; e da demagogia xenofóbica em um ambiente inesperado: os mosteiros budistas de Myanmar. Festivais de Locarno e Cannes 2017.​

Barbet Schroeder

Barbet Schroeder

Nasceu em 1941, em Teerã, no Irã. Entre 1958 e 1963, escreveu para a Cahiers du cinéma. Entre seus filmes destacam-se More (Quinzena dos Realizadores, Cannes 1969), Barfly - Condenados pelo vício (Cannes 1987), O reverso da fortuna (Oscar de melhor ator, 1990), Antes e depois (1995), Nossa Senhora dos Assassinos (Veneza 2001), Cálculo mortal (Cannes 2002), O advogado do terror (Cannes 2007) e Amnésia (Cannes e Locarno 2015).

 

 




SESC GOVERNO FEDERAL MINISTÉRIO DA CULTURA ANCINE FSA BRDE CIMA CANAL BRASIL CANAL CURTA ADORO CINEMA IEH TELECINE GLOBO FILMES FIRJAN CAIXA SEGURADORA PETROBRAS LEI DE INCENTIVO A CULTURA