• Makhdoumin
  • Makhdoumin
  • Makhdoumin
  • Makhdoumin

​Com uma população estimada em 4 milhões de habitantes, o Líbano conta com 200 mil estrangeiros trabalhando como empregados domésticos, pessoas contratadas em um regime análogo à escravidão, com seus direitos básicos violados diariamente. Implementado desde o início da guerra civil, este regime encara seus trabalhadores como mercadorias que, muitas vezes, são importadas em verdadeiros “navios negreiros” do século XXI. Com uma câmera discreta e cuidadosa, o diretor acompanha a rotina de um desses ambientes de trabalho, revelando mais um retrato complexo da realidade contemporânea. Berlim 2016.​

Maher Abi Samra

Maher Abi Samra

​1965, Beirute, Líbano. Trabalhou como fotojornalista. Filmografia: Aaradi aawdat (mm, 1995), Iamar aala el mom (cm, 1996), Nissa' Hezbollah (mm, 2000), Sadiki (cm, 2003), Shatila Round-About (mm, 2004), Moujarrad Ra'iha (cm, 2007) e Sheoeyin Kenna (Festival de Veneza 2010). Este é seu segundo longa-metragem.​