• Que os Olhos Ruins Não te Enxerguem
  • Que os Olhos Ruins Não te Enxerguem
  • Que os Olhos Ruins Não te Enxerguem

​O documentário se propõe a discutir a diversidade de gênero, classe e raça dentro da comunidade LGBTQIA+ na cidade de São Paulo. Seus personagens percorrem a metrópole enquanto narram suas vidas, seus sonhos e afetos. A versatilidade de São Paulo em sua graça e desgraça é pano de fundo das lembranças e do dia a dia de pessoas que vivenciam o cenário periférico da cidade. A cada fala muitos poderão se reconhecer e abraçar os momentos narrados como uma lembrança, outros, refletir sobre as responsabilidades na construção de nossa sociedade.​

Roberto Maty

Roberto Maty

​Jornalista e produtor sociocultural, integra o coletivo Lentes Periféricas desde 2014, onde atua no roteiro e na direção de produções variadas. Participou da realização dos documentários Doc. Cine Campinho - da terra à tela (2014), Cartas filmadas (2015) e São Miguel, destino: Movimento Popular de Arte (2019). Antes, como escritor, publicou sua obra em coletâneas de contos e poesia.​