• RedesLa Mujer
  • RedesLa Mujer
  • RedesLa Mujer
  • RedesLa Mujer

Um pescador do Porto de Alvarado, Veracruz, organiza uma revolta contra o explorador de sua assossiação. O projeto, que se iniciou como um ensaio fotográfico de Paul Strand sobre o México, acabou por se tornar um filme de protesto social, interpretado por pescadores reais da região e conduzido pela poderosa música de Silvestre Revueltas. A restauração deste filme, realizada em 2009 na Cinemateca de Bolonha, foi possível graças à película preservada por materiais da Universidade Nacional Autónoma do México – UNAM.

Fred Zinnemann, Emilio Gómez Muriel

Zinnemann nasceu em 1907 em Viena. Fez carreira nos EUA e ganhou dois Oscar, por A um passo da eternidade (1953) e O homem que não vendeu sua alma (1966). Dirigiu ainda Matar ou morrer (1952) e Uma cruz à beira do abismo (1959), entre outros. Faleceu em 1997 em Londres. Muriel nasceu em 1910 no México. Dirigiu mais de 70 longas, dentre eles Un divorcio (1953) e Con quién andan nuestras hijas (1956). Faleceu em 1985 na Cidade do México.