• Rio, Zona Norte
  • Rio, Zona Norte
  • Rio, Zona Norte
  • Rio, Zona Norte
  • Rio, Zona Norte

Um talentoso sambista,conhecido como Espírito da Luz, tenta vender suas composições e fazer algum sucesso, mas acaba enganado por oportunistas e se vê preso nos esquemas da indústria. Inconsciente após um acidente de trem, ele relembra momentos de suas vida e carreira, passados em grande parte no subúrbio carioca. O filme, por um lado, é histórico retrato de seu tempo e, por outro, aponta caminhos estéticos que viriam a orientar a cinematografia nacional.

Nelson Pereira dos Santos
Nelson Pereira dos Santos
Nelson Pereira dos Santos

Nelson Pereira dos Santos

Nascido em São Paulo, em 1922, formou-se em Direito e trabalhou como jornalista, mas, em 1950, já debutava no cinema com o documentário Juventude. Seu primeiro longa, Rio, 40 graus (1955), é um marco na cinematografia nacional. Da relação com a literatura resultaram, entre outras adaptações, Jubiabá (1987), a partir do livro de Jorge Amado, Boca de ouro (1962), de Nelson Rodrigues, e o clássico Vidas secas (1963), de Graciliano Ramos. Sua carreira prolífica foi ainda da comédia histórica (Como era gostoso o meu francês, 1970) a documentários sobre personalidades como Tom Jobim e Sérgio Buarque de Holanda. Nelson Pereira dos Santos morreu no Rio, aos 89 anos, no dia 21 de abril de 2018.




SESC GOVERNO FEDERAL MINISTÉRIO DA CULTURA ANCINE FSA BRDE CIMA CANAL BRASIL CANAL CURTA ADORO CINEMA IEH TELECINE GLOBO FILMES FIRJAN CAIXA SEGURADORA PETROBRAS LEI DE INCENTIVO A CULTURA