​A produção teve acesso exclusivo a centenas de pinturas e desenhos pessoais de Orson Welles, mergulhando no universo visual do lendário diretor e ator para revelar um retrato do artista nunca foi visto antes - através de seus próprios olhos, esboçado com a própria mão, pintado com seu próprio pincel. Produzido por Michael Moore, o filme traz à vida as paixões, a política e o poder deste brilhante showman do século XX, mostrando como o gênio de Welles ainda ressoa até hoje, na era de Trump, mais de 30 anos depois sua morte. Premiado no Festival de Cannes com o Golden Eye.

Mark Cousins

​Nasceu em 1965, na Irlanda do Norte. Começou sua carreira fazendo filmes para TV. Nos anos 90, tornou-se diretor do Festival Internacional de Cinema de Edimburgo. Em 2009, escreveu e dirigiu seu primeiro longa-metragem, The First Movie, sobre crianças do Curdistão Iraquiano, vencedor do Prix Italia. Life May Be (2014) e I Am Belfast (2015) são outros de seus títulos aclamados pela crítica. ​

 

 




SESC GOVERNO FEDERAL MINISTÉRIO DA CULTURA ANCINE FSA BRDE CIMA CANAL BRASIL CANAL CURTA ADORO CINEMA IEH TELECINE GLOBO FILMES FIRJAN CAIXA SEGURADORA PETROBRAS LEI DE INCENTIVO A CULTURA