Texto e foto: Laura Caldas

Dirigida por Guto Barra e Tatiana Issa, a série "Geografia da Arte", produzida em parceria com o canal Arte 1, explora a relação de diversos artistas com lugares que marcaram suas trajetórias. Dentro da mostra Itinerários Únicos, o Festival do Rio exibe dois episódios da produção. Henri Cartier-Bresson + Índia retrata a importância do país na carreira do fotógrafo francês, que chegou a conhecer e acompanhar alguns passos de Mahatma Gandhi. Ragnar Kjartansson + Islândia acompanha o artista islandês contemporâneo em sua cidade natal, Reykjavík, mostrando importantes obras, percursos e influências de sua carreira.

A primeira exibição da série dentro do Festival aconteceu na última sexta-feira no Instituto Moreira Salles e contou com a presença dos diretores, que participaram de debate após a sessão. “Serão oito episódios diferentes e estamos trazendo dois com exclusividade para o Festival do Rio”, contou o diretor e produtor Guto Barra. 

A diretora e produtora Tatiana Issa explicou como veio a ideia de fazer a série: “Geografia da Arte é sobre como os artistas conseguem transformar lugares e também serem transformados por eles. Viajando muito com outros projetos, começamos a observar o quanto víamos a interferência de artistas em determinados países e lugares. Daí surgiu a série.”

Tatiana também falou sobre a importância do Festival do Rio. “Eu tenho uma relação de amor profundo pelo Festival do Rio. Aqui eu lancei meu filme Dzi Croquettes, que acabou ganhando o prêmio do público e do júri, abrindo muitas portas pra nossa  trajetória no cinema”, disse ela.

A produção ainda pode ser vista duas vezes durante a próxima semana:
Terça-feira, 10/10 – 15h – Cinemateca MAM
Quinta-feira, 12/10 – 18h – Estação NET



Voltar