Na mostra Itinerários Únicos, o Festival do Rio 2018 retrata personagens, movimentos e tendências que transformaram o mundo. A seleção desta edição reúne nove documentários nos quais despontam grandes nomes das artes, música, literatura, cinema, moda, entretenimento e direito. São filmes que prometem surpreender com depoimentos, registros e histórias de diferentes legados que influenciaram - e ainda inspiram - milhares de pessoas.

Fenômeno de popularidade com mais de 2 milhões de livros vendidos, Elena Ferrante é, curiosamente, uma desconhecida. Autora da aclamada “Série Napolitana”, ela se esconde atrás de um pseudônimo, raramente dá entrevistas e nunca aparece em premiações. Em tempos de compartilhamento instantâneo de fotos, a autora consegue manter sua identidade em segredo, apesar de seu sucesso internacional. O filme “Ferrante Fever”, do diretor Giacomo Durzi, explora sua escrita profundamente íntima ao mesmo tempo em que fornece dados que ajudam a esboçar sua misteriosa persona.

O pintor e cineasta americano Julian Schnabel, além de participar do Festival do Rio 2018 com o filme “No portal da eternidade”, sobre Vicent Van Gogh, é tema de um documentário do diretor Pappi Corsicato. Durante a montagem de sua retrospectiva na Peter Brant Foundation, seu querido amigo Lou Reed morre e faz com que Julian reflita sobre sua vida. Ele revê suas origens, o início de carreira, a vida nos anos, 80 em Nova York, o desejo de fazer filmes, crises pessoais e artísticas. Através de suas histórias, depoimentos de sua família, amigos e personalidades, é montado o longa “Julian Schnabel: retrato do artista”.

Um dos nomes mais importantes da arte contemporânea, a japonesa Yayoi Kusama, de 89 anos, é tema do documentário "Kusama Infinito", de Heather Lenz. O filme aborda sua infância no Japão durante a II Guerra Mundial, sua família, que não estimulava suas ambições criativas, o machismo e racismo do meio, sua doença mental e o estrondoso sucesso de sua carreira. O filme foi indicado ao Grande Prêmio do Júri no Sundance Film Festival.

Como e através de quais parâmetros é precificada uma obra de arte? Quem estabelece esses valores, tantas vezes exorbitantes? O documentário “O Preço de Tudo”, de Nathaniel Kahn, explora estas questões e desmistifica o mercado da arte contemporânea. Conversas com artistas, comerciantes e colecionadores revelam parte deste mundo, que anualmente movimenta bilhões de dólares. O filme foi indicado ao Grande Prêmio do Júri no Sundance Film Festival.

O Studio 54 foi o epicentro do hedonismo da década de 1970. Com uma mistura explosiva de celebridades, sexo casual e montanhas de cocaína, a casa noturna tornou-se lendária. No documentário “Studio 54”, o diretor Matt Tyrnauer registra a ascensão e queda de seus fundadores: dois amigos do Brooklyn, Ian Schrager e Steve Rubell. Eles conquistaram Nova York e depois viram seu império desmoronar. Na tela, essa saga é recuperada com imagens raras e entrevistas.

Indicado ao Grande Prêmio do Júri no Festival Sundance, o filme “Westwood - punk, ícone, ativista”, de Lorna Tucker, mostra a luta da estilista e ativista inglesa Vivienne Westwood pelo reconhecimento da sua arte. Com arquivos icônicos e filmagens recentes, além de depoimentos da própria Vivienne, amigos e colaboradores, o filme reúne o legado de uma era
que influenciou diferentes gerações.

Stephen Nomura Schible dirige dois trabalhos sobre um dos mais importantes artistas contemporâneos. “Ryūichi Sakamoto: Coda” é um filme sobre a vida e o processo criativo do ator e músico japonês, estrela consagrada e um militante de causas importantes para a sociedade. “Ryuichi Sakamoto: um concerto em Nova York” é um registro da primeira apresentação para o público do repertório de “async”, seu primeiro álbum de inéditas lançado em anos.

A juíza da Suprema Corte Americana Ruth Bader Ginsburg inspira “RBG: Hero. Icon. Dissenter”, de Betsy West e Julie Cohen. O filme, que estreou no último Festival Sundance, revela suas lutas e vitórias em prol dos direitos das mulheres.




Voltar
SESC GOVERNO FEDERAL MINISTÉRIO DA CULTURA ANCINE FSA BRDE CIMA CANAL BRASIL CANAL CURTA ADORO CINEMA IEH TELECINE GLOBO FILMES FIRJAN CAIXA SEGURADORA PETROBRAS LEI DE INCENTIVO A CULTURA