Parte da mostra Expectativa do Festival do Rio de 2015, está em cartaz “Filhos de Bach”, filme de estréia do diretor Ansgar Ahlers. Na trama, um professor de música alemão recebe a notícia de que herdou uma partitura original do filho de Johann Sebastian Bach. Porém, não vai ser fácil receber sua herança. O metódico Marten precisa viajar até Ouro Preto, no Brasil, onde se encontra a relíquia.

Na cidade, ele acaba sendo assaltado. Sem seus documentos e sem a partitura, ele é ajudado pelo mineiro Candido. Em troca, ele pede que o professor dê aulas de música para crianças de uma instituição onde trabalha. A princípio relutante, Marten aceita o desafio e logo se vê tomado pela alegria e paixão pela música, que há muito tempo perdera.

A trilha-sonora do filme reúne temas clássicos de Bach que ganham novas cores com versões originais em ritmo de chorinho, samba e jazz. Entre os intérpretes e arranjadores, destacam-se Henrique Cazes e Jurandir de Oliveira.

Além dos prêmios de Melhor Filme e Diretor Revelação no Festival Internacional de Emden (Alemanha), “Filhos de Bach” ganhou o Prêmio do Júri no MUVI 2016, Festival Internacional de Música no Cinema, realizado em Lisboa.




Voltar