Na “Mata do Fundão” vivem o saci Pererê, o índio Tininim, a onça Galileu, o coelho Geraldinho, o jabuti Moacir, o macaco Alan e muitos outros personagens do criativo universo do cartunista Ziraldo. Primeira série de histórias em quadrinhos com uma temática nacional, a Turma do Pererê começou a ser publicada em 1959 nas páginas do Cruzeiro e no ano seguinte ganhou uma revista própria, a primeira impressa em cores no país. Nos quatro anos em que foi editada, antes de ser banida pelo regime militar, a Turma do Pererê teve 43 edições, com uma tiragem média de 120 mil exemplares.

Quase 60 anos depois, a trajetória dessa turma ganha as telas de cinema no documentário do diretor Ricardo Favilla. ​Parte da Première Brasil, o filme “Turma do Pererê.doc” aborda o surgimento, o pioneirismo, o desenvolvimento e os desdobramentos da mais brasileira das histórias em quadrinhos. A turma também foi pioneira em abordar temas como ecologia, sustentabilidade e inclusão social, além de ter alinhado suas histórias aos principais acontecimentos do cenário brasileiro da época.

O longa-metragem terá duas sessões durante o Festival do Rio. A primeira hoje, na Cinemateca do MAM Rio, às 19h30 com a presença de convidados, e a segunda amanhã às 14h, no Estação NET Rio 3.




Voltar