Publicado em 08/08/2021


O crítico Fabrício Duque, do site Vertentes do Cinema, resume “Um Animal Amarelo”, de Felipe Bragança: “Um Animal Amarelo” é uma realista fábula social, que re-questiona a História pelo conto épico e intimista de uma família. É uma jornada aventura por questões feridas ainda não cicatrizadas. Pelo contrário, explosivas e perigosas como a espera de um ativo vulcão. Um filme ambicioso que encontra três países: Portugal, Moçambique e Brasil. Nós somos envoltos na estranheza do presente, comportado como uma epifania. Uma fantasia sonho. O longa-metragem é sobre vidas influenciadas por um “vendaval de pudicos”, mas que também são protegidas pelo protetor espírito amarelo. É um filme livro, por capítulos, característica marcante nas obras de Felipe, e pela narração cadenciada de um intrínseco e espirituoso sarcasmo português, que mescla ingenuidade e visceral crueldade. Uma verdade doída. Direta. De confronto terapêutico. De auto-análise sem as máscaras da sabotagem e/ou de falsas crenças condicionadas.

VEJA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA EM: http://www.festivaldorio.com.br/br/programacao/programacao-premiere-brasil-edicao-especial-2020

COMO ASSISTIR?

Todas as exibições on-line e presenciais serão gratuitas. As sessões presenciais ocorrem de 5 a 11 de agosto somente no Estação Net Botafogo. Devido aos protocolos sanitários vigentes, o número de ingressos disponíveis será limitado e entregues na bilheteria, sempre no mesmo dia da sessão.

As sessões online dos longas-metragens entram em cartaz no InnSaei.tv no dia seguinte à sessão presencial e ficam disponíveis por, no máximo 48 horas, dentro do limite de exibições de cada filme. As sessões online dos curtas estreiam no mesmo dia da sessão presencial no Estação Net Botafogo, e também ficarão disponíveis por 48 horas.




Voltar