Première Brasil – Competição


CHARLES TESSON - presidente do júri

É diretor artístico da Semana da Crítica de Cannes desde 2012 e presidente do Aides aux Cinémas du monde (CNC, Institut Français) desde 2016. É crítico de cinema para a Cahiers du Cinéma desde 1979. É autor de livros sobre Satyajit Ray, Luis Buñuel e Akira Kurosawa.


MARIA AUGUSTA RAMOS

Diretora de filmes como Desi (2000), Justiça (2004), Juízo (2007), Morro dos Prazeres (2013) e Futuro junho (2015), premiados em festivais como IDFA, Visions du Réel, CPH:DOX, Watch Docs IFF, DOK Leipzig, Janela Internacional do Recife, Festival de Brasília e Festival do Rio. Em 2014, recebeu a Prêmio Marek Nowicki da Helsinki Foundation of Human Rights pela sua obra.


RODRIGO SANTORO

Consagrado ator de cinema e televisão, ganhou por duas vezes o Candango no Festival de Brasília, por Bicho de sete cabeças (2000) e Meu país (2011). Em sua filmografia destacam-se Abril despedaçado (2001), Carandiru (2003), Simplesmente amor (2003), 300 (2006), Os desafinados (2008), Che (2008), Heleno (2011), Os 33 (2015) e Dominion (2016), entre outros.


SANDRA KOGUT

Diretora de cinema e televisão. Estreou em longas com o documentário Um passaporte húngaro (2001). Com Mutum (2007), baseado em obra de Guimarães Rosa, participou da Quinzena dos Realizadores de Cannes. Campo Grande participou da competição do Festival do Rio 2015.


  •                                                     Première Brasil – Novos Rumos
    • BETH SÁ FREIRE

      Atua como diretora-adjunta do Festival de Curtas de São Paulo desde 2001. Representante no Brasil da Semana da Crítica de Cannes e do Festival de Curtas de Oberhausen, atuou como membro do júri de festivais como Berlinale, Toronto, Morelia e dezenas de outros.


      EROM CORDEIRO

      É ator com diversos trabalhos em cinema, teatro e televisão. Atuou em filmes como Vingança (2008), Heleno (2010), O palhaço (2011) e Um filme francês (2015). 


      MARINA MELIANDE

      Diretora, montadora e produtora nascida no Rio de Janeiro, codirigiu três longas-metragens: A fuga da mulher gorila (Locarno 2009), A alegria (Cannes 2010) e Desassossego - Filme das maravilhas (Roterdã 2011). Atualmente finaliza seu primeiro longa solo, Mormaço.


                                                                  Prêmio Felix


      GILSON PACKER

      Formado pela Faculdade de Belas Artes de São Paulo, atua na área da difusão das artes visuais do SESC-SP. Atualmente é Gerente Geral do CineSESC e também coordena o Projeto Tchorfland, que retratará 20 anos da militância LGBT em São Paulo.


      KATIA ADLER

      Formou-se em cinema na Universidade Paris - VIII. Produz o Festival de Cinema Brasileiro de Paris desde 1999 e os festivais de Toronto e Montreal desde 2007. Dirigiu alguns curtas e produziu o documentário Só dez por cento é mentira (2009), sobre o poeta Manoel de Barros.


      MILTON CUNHA

      Professor universitário, pós-doutor em narrativas culturais pela Escola de Belas Artes da UFRJ; jornalista, carnavalesco internacional e comentarista da TV Globo.

                          

                                                              

                                                             Prêmio FIPRESCI


      FILIPPO PITANGA

      Crítico e editor-chefe do Almanaque virtual e membro da Associação de Críticos de Cinema do Rio de Janeiro. Professor na Academia Internacional de Cinema. Curador do cineclube Ação e Reflexão e da oficina Tempo de Cinema do Tempo Glauber.


      IVONETE PINTO

      Jornalista, doutora em cinema pela USP, professora da Universidade Federal de Pelotas (RS), editora das revistas Teorema e Orson e sócia fundadora da Abraccine. É autora dos livros A mediocridade, Descobrindo o Irã e Samovar nos trópicos.


      KLAUS EDER­­­

      É crítico de cinema desde o anos 1960. Escreveu livros sobre Andrzej Wajda, Luis Buñuel, Andrei Konchalovski, Nagisa Oshima e outros. É Secretário Geral da Federação Internacional de Críticos de Cinema (FIPRESCI) desde 1987.


      Lei de incentivo RioFilme Petrobras BNDES Globo Filmes Oi Guanabara Telecine Canal Brasil Adoro Cinema CIMA Ministério da Cultura