• La Maison de la Radio
  • La Maison de la Radio
  • La Maison de la Radio
  • La Maison de la Radio
  • La Maison de la Radio
  • La Maison de la Radio

Quantos takes são necessários para gravar a acústica perfeita de uma porta se abrindo? E para modular corretamente a voz de um leitor? O documentarista Nicolas Philibert (de Ser e ter) se propôs o desafio de fazer um filme focado num universo dedicado ao som: a Radio France, estação de rádio pública francesa. Munido de sua câmera e equipamento de áudio, o cineasta passou seis meses dentro dos corredores do lugar, registrando a meticulosa rotina de trabalho dos funcionários da estação e sua programação que inclui concertos, entrevistas, reportagens e conversas com ouvintes. Berlim 2013.

Nicolas Philibert

Nicolas Philibert

Nasceu em Nancy, França, em 1951. Estudou filosofia antes de iniciar uma carreira como assistente de direção de nomes como René Allio, Alain Tanner e Claude Goretta, nos anos 1970. Estreou na direção de documentários com La voix de son maître (1978), ao lado de Gérard Mordillat. Desenvolveu um olhar observacional em filmes como La ville Louvre (1990), Un animal, des animaux (1996), La moindre des choses (1997) e Ser e ter (2002).

 

 




SESC GOVERNO FEDERAL MINISTÉRIO DA CULTURA ANCINE FSA BRDE CIMA CANAL BRASIL CANAL CURTA ADORO CINEMA IEH TELECINE GLOBO FILMES FIRJAN CAIXA SEGURADORA PETROBRAS LEI DE INCENTIVO A CULTURA