• Répertoire des villes disparues
  • Répertoire des villes disparues
  • Répertoire des villes disparues
  • Répertoire des villes disparues
  • Répertoire des villes disparues

​Simon Dubé morre em um acidente de carro em Irénée-les-Neiges, cidade pequena e isolada com 215 habitantes. Os moradores atordoados mostram-se relutantes em discutir as circunstâncias da tragédia. Daquele momento em diante, tanto para a família Dubé quanto para várias outras pessoas, tais como o prefeito Smallwood, o tempo parece perder todo o sentido e os dias se arrastam sem fim. Algo desce lentamente sobre a região. Nesse período de luto e nessa neblina, estranhos começam a aparecer. Quem são eles? O que está acontecendo? Exibido na competição do Festival de Berlim 2019.​

Denis Côté

Denis Côté

​Nasceu em 1973, no Canadá. Depois de dirigir curtas e trabalhar como jornalista e crítico, estreou em longas com Les états nordiques (2005), Leopardo de Ouro em Locarno. Entre seus filmes destacam-se Nos vies privées (Locarno 2007), Elle veut le chaos (Leopardo de Prata de melhor diretor em Locarno 2008), Curling (melhor diretor em Locarno 2010), Vic+Flo viram um urso (Festival de Berlim 2013) e Boris sem Béatrice (Berlim 2016).​