Mory é vaqueiro e motociclista. Anta é universitária. Eles se conhecem em Dakar e sonham trocar o Senegal pela França. O filme acompanha a saga dos dois jovens. Eles arriscam a vida tentando atravessar o oceano de areia do deserto, mas este não é o único obstáculo. Em busca da felicidade na Europa, são frustrados pela crueldade humana no caminho. Vencedor do Prêmio do Júri no Festival de Cannes (1973), o filme notabilizou-se pela edição inventiva, pela beleza de sua imagem e pelo uso da música. É inspiração assumida para artistas contemporâneos da diáspora, como Beyoncé e Jay-Z.

Djibril Diop Mambéty

Djibril Diop Mambéty (1945–1998) foi um diretor, ator, orador, compositor e poeta senegalês. Dirigiu apenas dois longas e cinco curtas, mas suas criações de narrativa pouco convencional foram aclamadas em âmbito internacional. Cultuado pela ousadia experimental, pelo senso de humor e pela poesia visual presente em seus filmes, Mambéty tornou-se referência para novas gerações dentro e fora da África. Sua obra original ganha bem-vindo resgate com a restauração dos longas A viagem da hiena (1973) e Hienas (1992). Os dois filmes ganham apresentação especial no Festival do Rio com o apoio da Mostra de Cinemas Africanos, que tem curadoria de Ana Camila Esteves e Beatriz Leal Riesco.

As sessões no(s) cinema(s) Kinoplex São Luiz 1 possuem venda pela ingresso.com.
DIA SESSÃO CINEMA
Terça, 17/12 14:00 Kinoplex São Luiz 1

* Sessão com convidado(s)

20% dos ingressos disponíveis para cada sessão serão vendidos somente no dia da exibição do filme, on line na INGRESSO.COM ou na bilheteria do cinema, a partir do início do horário de funcionamento da mesma.
PRECISANDO DE AJUDA?
Caso não encontre a sessão desejada no site da Ingresso.com, entre em contato com a nossa central de atendimento pelo telefone (21) 97947-2888