• Drvo
  • Drvo
  • Drvo

​Em uma rotina silenciosa, quebrada pelos sons de tiros e explosões que ecoam ao seu redor, um homem, acompanhado apenas de seu cão,
dedica-se a coletar água para consumo próprio e de seus vizinhos. Durante uma de suas viagens rio acima, em meio a um forte sentimento de solidão acentuado por longos planos sequência, ele avista um menino entre a neve e a escuridão sob uma árvore na margem. Esse encontro, registrado com fotografia de clima onírico, leva o personagem a rever sua existência marcada por duas guerras. O filme foi lançado no Festival de Berlim 2018.​

André Gil Mata

André Gil Mata

​Português, nascido em 1978, graduou-se em matemática antes de abraçar o cinema. De 2001 a 2008, foi curador do Festival de Cinema Luso-Brasileiro de Santa Maria da Feira. Realizou curtas premiados, a exemplo de Arca d´água (2009), e outros dois longas: o documentário Cativeiro (2012) e o drama Como me apaixonei por Eva Ras (2016). Fez doutorado em cinema em Sarajevo, onde rodou A árvore.​

 




SESC GOVERNO FEDERAL MINISTÉRIO DA CULTURA ANCINE FSA BRDE CIMA CANAL BRASIL CANAL CURTA ADORO CINEMA IEH TELECINE GLOBO FILMES FIRJAN CAIXA SEGURADORA PETROBRAS LEI DE INCENTIVO A CULTURA