Texto: Laura Caldas
Fotografia: Jonathan Menezes

Dentro da programação da mostra Fronteiras, o filme Últimos Homens em Aleppo foi exibido no último sábado, dia 07, no Estação NET Botafogo. O documentário sírio, dirigido por Firas Fayyad, mostra o cotidiano de membros da organização civil conhecida como “Capacetes Brancos”, que atua no resgate de vítimas da guerra civil na Síria.

O diretor acompanha alguns dias na vida de três integrantes da organização: Khaled, Mahmoud e Subhi. Em Aleppo, cidade cosmopolita completamente destruída pelos bombardeios e ataques constantes, eles buscam salvar o maior número de vítimas possível, escavando destroços e prestando cuidados médicos. O filme conta com o olhar apurado do diretor que, dentro do horror da guerra, também consegue mostrar pequenas alegrias na vida desses homens: momentos com as filhas, casamento de amigos, música, esperança.

A sessão foi apresentada pela curadora da mostra Fronteiras, Vik Birkbeck, e contou com a participação de Fernando Brancoli, professor de segurança internacional da UFRJ e doutor em relações internacionais, com pesquisas no Oriente Médio, Líbia, Afeganistão e Iraque. 

Logo após a exibição do documentário, Fernando participou de uma conversa com a plateia, esclarecendo importantes dúvidas sobre o conflito na Síria. “O documentário tem papel fundamental, dando rosto à questão do Oriente Médio e chamando a atenção para a guerra na Síria, tão ignorada pela grande mídia”, disse o professor.

O documentário foi o vencedor do Grande Prêmio do Júri do Sundance Film Festival 2017 e ainda será exibido nos seguintes dias:

Segunda-feira, 09/10 – 16h15 – Kinoplex São Luiz 2
Domingo, 15/10 – 19h20 – Estação NET Rio 4






Voltar